Como melhorar sua Memória em até 20%

Você costuma praticar algum tipo de atividade para manter sua memória sempre saudável? Temos aquela velha mania de acreditar que os problemas que abrangem o tema ocorrem apenas com pessoas mais velhas. Entretanto, a ciência está aí para nos provar o contrário. A cada dia que se passa, mais jovens sofrem com pequenas perdas de memória, que podem acabar desencadeando problemas mais graves.

Por exemplo, você é do tipo que costuma se esquecer onde estacionou o carro? Ou ainda, onde colocou suas chaves? Se isso acontece com certa frequência, fica o alerta de que é preciso se cuidar e agir para mudar essa situação. Começar a exercitar seu cérebro desde já, certamente é uma boa ajuda.

Recentemente cientistas descobriram uma atividade bastante prazerosa que é capaz de melhorar nossa memória em até 20%. Ao contrário do que você deve estar imaginando, não é nada que envolva resolver quebras cabeças ou palavras cruzadas… Embora também seja muito eficiente! Já parou pra pensar que a natureza pode ser uma grande aliada para as funções cognitivas do seu cérebro? Pois bem, é exatamente isso que mostram novos estudos.

O líder do estudo é David Strayer, professor de neurociência e psicólogo cognitivo da Universidade de Utah. Com a ajuda de alguns de seus alunos que se voluntariaram para trabalhar na pesquisa, realizaram testes bastante simples. Alguns consistiam em contar de 3 em 3, em ordem decrescente, enquanto a atividade neural era medida. Em seguida, os voluntários eram induzidos a passar cerca de 30 minutos ao ar livre, em contato com a natureza. Ao retornar, o mesmo teste era feito novamente e, por incrível que pareça, mostravam resultados 20% melhores.

Outros estudos relacionados já haviam sido realizados. Alunos da Universidade de Michigan foram submetidos a um teste semelhante. O grupo foi dividido em dois, sendo que o primeiro deveria caminhar em volta de bosques e lugares arborizados. O segundo, deveria caminhar por perímetros urbanos, em completo contato com os barulhos da cidade grande. Quando retornaram, realizaram um teste de memória. Aqueles que haviam percorrido pelos caminhos da natureza também demonstraram desempenho 20% melhor.

Mas qual a relação que a natureza tem com o desempenho de nossa memória? Ao ser questionado a respeito, Strayer menciona acreditar que isso se deve ao fato de nosso córtex pré-frontal ficar cansado após nossas pesadas atividades diárias. Bem como as outras regiões do cérebro que tem relação com a resolução de problemas e tomadas de decisão.

Dessa forma, ao passar um tempo em ar puro e cercado pela natureza, nosso cérebro pode descansar e os efeitos cumulativos do estresse são reduzidos, permitindo que ele possa se recuperar. Ainda segundo Strayer, essa recuperação permite que nossa memória seja aumentada em até 20% e ainda seria efetivo até mesmo para nossa criatividade, a aumentando em 50%! Portanto, se você não tem o costume de manter atividades na natureza, já pode começar a elaborar uma forma de incluir isso em sua vida!

Fonte: Fatos Desconhecidos

Deixe uma resposta