Morte dos peixes do Rio Itapecuru, possível causa

É notório que as mortes precoce dos peixes do rio Itapecuru tem atingido diversas cidade banhadas pelo rio, mas as possíveis causa ainda são desconhecidas. Segundo foi divulgado pelo blog do Acélio, pode ter um fim ou mesmo uma solução para salvar a vida dos peixes e das comunidades ribeirinhas, vejam:

A pedido do advogado Evanildo Rodrigues, especialista em Direito Ambiental, atualmente cursando mestrado em Portugal, a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Codó, vai entrar no caso denunciado via vídeo que está rolando nas redes sociais onde aparecem peixes mortos no rio Itapecuru, na altura do município de Aldeias Altas.

“Em decorrência de minha ausência do município para estudos de mestrado em Direito solicito providências imediatas à presidência ou a meu substituto, pois esse crime é muito forte para o ecossistema e, além disso, causa impactos imensuráveis ás comunidades municipais e supra municipais. Isso deve ser logo apurado. É crime ambiental que afeta não só os municípios ribeirinhos, mas todo o Estado, nosso país é que deve repercutir no mundo. Isso deve parar”, escreveu o advogado direcionando sua solicitação à OAB/CODÓ

Em resposta, o presidente da subseção, advogado José Mendes de Sousa, afirmou que a Comissão de Meio Ambiente da Ordem tomará as medidas cabíveis.

Nas palavras de José Mendes, o IBAMA já havia alertado a empresa Costa Pinto, apontada no vídeo de peixes mortos como possível agressora do rio, sobre estes riscos ao meio ambiente.

“Iremos tomar as providências cabíveis junto da Comissão do Meio Ambiente. Recebi o vídeo hoje. Irei solicitar essa averiguação com brevidade. Agradeço aos colegas pela denúncia. Pelo que tenho conhecimento o IBAMA já tinha alertado a Costa Pinto, mas, infelizmente, o crime ambiental continua”, escreveu o presidente

 

Deixe uma resposta